Avião com 17 pessoas cai na República Democrática do Congo

Um avião que transportava funcionários de organizações humanitárias caiu segunda-feira em uma montanha perto de Bukavu, no leste da República Democrática do Congo (RDC), com 17 pessoas a bordo.

AFP |

A companhia aérea Air Serv disse que não há sobreviventes. No entanto, esta informação ainda não foi confirmada pela Missão das Nações Unidas na RDC (Monuc), que enviou dois helicópteros ao local na manhã desta terça-feira.

"Um sobrevôo aéreo da região por helicóptero não permitiu encontrar nenhum sobrevivente", anunciou a companhia aérea em seu site.

O aparelho foi localizado pelos helicópteros da Monuc em uma montanha, cerca de 15 km ao noroeste do aeroporto da capital da província de Sul-Kivu.

A ONU não confirmou a morte dos 15 passageiros e dois dois tripulantes. "Ainda não sabemos se há sobreviventes", limitou-se a declarar à AFP Christophe Illemassene, o porta-voz do Escritório de coordenação dos assuntos humanitários da ONU (OCHA) em Kinshasa.

Segundo diversas fontes da ONU em Kinshasa, funcionários estrangeiros e congoleses de várias agências das Nações Unidas e organizações internacionais estavam a bordo do avião no momento da tragédia.

Pelo menos três estrangeiros, entre eles um canadense e um indiano, estariam entre as vítimas.

As causas do acidente ainda são desconhecidas.

gt/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG