Avião cai sobre casa nos EUA e mata 49

Pelo menos 49 pessoas morreram quando um avião de passageiros caiu sobre uma casa na cidade de Buffalo, no Estado americano de Nova York, segundo informações de policiais e bombeiros locais. A aeronave, um Bombardier Dash 8 operado pela Colgan Air para a Continental Connect, viajava entre Newark, em Nova Jérsei, e Buffalo, levando 48 pessoas a bordo.

BBC Brasil |

A 49ª vítima fatal estava em terra.

Outras duas pessoas em terra foram internadas com ferimentos leves, de acordo com o canal de televisão CNN.

O avião partiu com atraso de duas horas e caiu no subúrbio de Clarence, a cerca de 16 km do aeroporto de Buffalo, às 22h10 da quinta-feira (hora local, 1h10 desta sexta-feira em Brasília).

Imagens de televisão mostraram os destroços do avião e uma casa consumida pelas chamas, além de uma forte fumaça negra.

Um representante do condado de Erie, onde ocorreu o acidente, disse à CNN que três pessoas estavam na casa atingida. Segundo ele, o incêndio já foi controlado e o local foi isolado.

Pelo menos 12 casas da região foram evacuadas por causa do perigo representado pelo combustível que ainda restava na aeronave.

Moradores disseram ter ouvido um ruído agudo antes de o avião tocar o solo.

A imprensa americana noticiou que uma gravação da base de controle de tráfego aéreo de Buffalo não mostrou sinais de preocupação nem da parte do piloto nem do controlador de voo.

Mas apenas um minuto depois o controlador perdeu o contato com a aeronave e perguntou a outros aviões na região se eles podiam vê-la.

"A torre me avisou que o avião simplesmente desapareceu do radar", disse o porta-voz da Autoridade de Transporte de Cargas da região ao jornal Buffalo News.

A Continental Airlines, da qual faz parte a Continental Connect, lamentou profundamente a tragédia e disse que está trabalhando junto com a Colgan Air para "dar o maior apoio possível às famílias das vítimas".

A Administração de Aviação Federal dos Estados Unidos disse que já enviou uma equipe de especialistas a Buffalo para investigar o acidente.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG