Avião cai e mata 8 no México; 5 membros do governo estão entre vítimas

México - A queda de um pequeno avião sobre uma avenida movimentada da Cidade do México matou hoje oito pessoas, entre elas ministro de governo (Interior) mexicano, Juan Camilo Mouriño, confirmaram fontes oficiais.

EFE |

Além de Mouriño, perderam a vida no acidente o assessor presidencial para Segurança, José Luis Vasconcelos, a diretora de Informação da Secretaria de governo, Norma Diez, o porta-voz desse departamento, Miguel Monterrubio, e o coordenador administrativo do mesmo ministério, Arcadio Echeverría, confirmou hoje em mensagem à nação o presidente do país, Felipe Calderón.

Morreram ainda o piloto Julio César Ramírez, o co-piloto Álvaro Sánchez e a integrante da tripulação Gisel Carrillo.

Segundo informações, o pequeno avião, que tinha decolado de Saint Louis de Potosí, caiu sobre uma movimentada avenida da Cidade do México na hora do rush.

Aproximadamente 40 pessoas ficaram feridas, entre pedestres e ocupantes de veículos que trafegavam pela via, disse o prefeito da capital mexicana, Marcelo Ebrard.

Até o momento, as causas do acidente ainda não foram esclarecidas.

O ministro de Comunicações e Transportes do país, Luis Téllez, disse que, aparentemente, não houve "nenhuma falha" no vôo, embora a o piloto tenha perdido contado com os controladores minutos antes da queda do aparelho.

O presidente Felipe Calderón pronunciou uma mensagem à nação assim que chegou de Guadalajara, onde estava em viagem oficial.

Em seu discurso, o chefe de Estado expressou seu pesar pela morte dos oito ocupantes do avião. Mas, em especial, Calderón lamentou o falecimento de Mouriño, que era um amigo pessoal.

Além disso, se comprometeu a dar informações sobre os avanços das investigações.

Mouriño, que nasceu na Espanha em 1971 e se nacionalizou mexicano aos 18 anos, foi nomeado ministro de governo em janeiro deste ano.

    Leia tudo sobre: méxico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG