O Boeing 737-800 da Ethiopian Airlines que caiu nesta segunda-feira no mar perto de Beirute tinha oito anos de uso e havia sido arrendado de uma divisão do conglomerado financeiro americano CIT Group, informou a companhia aérea." / O Boeing 737-800 da Ethiopian Airlines que caiu nesta segunda-feira no mar perto de Beirute tinha oito anos de uso e havia sido arrendado de uma divisão do conglomerado financeiro americano CIT Group, informou a companhia aérea." /

Avião acidentado de empresa etíope tinha oito anos de uso

ADIS ABEBA - http://ultimosegundo.ig.com.br/bbc/2010/01/25/equipes+resgatam+23+corpos+do+mar+apos+queda+de+boeing+no+libano+9375544.htmlO Boeing 737-800 da Ethiopian Airlines que caiu nesta segunda-feira no mar perto de Beirute tinha oito anos de uso e havia sido arrendado de uma divisão do conglomerado financeiro americano CIT Group, informou a companhia aérea.

Reuters |

"A aeronave tinha manutenção. A última foi feita em 25 de dezembro, e foi uma checagem normal. Não havia problema técnico nenhum", disse o executivo-chefe Girma Wake em Adis Abeba, capital etíope.

O avião, com 90 ocupantes, caiu no mar minutos depois de decolar em Beirute, onde o tempo era ruim na manhã de segunda-feira. Não há sinal de sobreviventes.

A Ethiopian Airlines informou que o Boeing 737-800, versão recente do modelo mais vendido da Boeing, havia saído da fábrica americana em 2002 e, em setembro de 2009, foi arrendado da empresa CIT Aerospace, parte do grupo de crédito comercial CIT Group.

A CIT, holding bancária e fornecedora de crédito principalmente para pequenas e médias empresas, saiu recentemente da recuperação judicial nos EUA, resultado da crise financeira global. Nem o CIT nem a Boeing se manifestaram sobre o acidente.

A CIT é um nome conhecido no setor da aviação, gerindo uma frota com mais de 300 aeronaves. Ela fornece arrendamento e financiamento a mais de cem companhias aéreas, de acordo com seu site.

A Ethiopian Airlines tem outro Boeing 737-800 arrendado e, na semana passada, a empresa anunciou que havia encomendado outros dez para ampliar sua frota.

Leia mais sobre: acidente aéreo

    Leia tudo sobre: acidente aéreoaviãoetiópialíbano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG