Aviação paquistanesa mata 27 talibãs, entre eles dois chefes

A aviação paquistanesa bombardeou neste domingo um esconderijo de combatentes talibãs no Vale de Swat (noroeste), matando 27 combatentes, entre eles dois de seus chefes, anunciou uma autoridade paquistanesa de segurança, em Islamabad.

AFP |

O ataque, ocorrido no distrito de Matta, matou dois chefes talibãs ligados ao líder religioso Maulana Fazlullah, vinculado à Al-Qaeda, indicou a autoridade.

"Segundo nossas informações, dois comandantes talibãs morreram no ataque aéreo, assim como outros 25 rebeldes. Um depósito de munições dos rebeldes explodiu", acrescentou.

Em outro ataque, na mesma região do Vale de Swat, três combatentes talibãs e um soldado morreram em uma emboscada contra um comboio das forças de segurança paquistanesas, indicou outra autoridade das forças de segurança.

Segundo moradores, quatro civis morreram na emboscada e durante os ataques aéreos. A informação não foi confirmada pelo Exército.

str/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG