Aviação militar israelense bombardeia nove alvos na Faixa de Gaza

Gaza, 2 abr (EFE).- Aparelhos da Aviação militar israelense bombardearam no começo do dia pelo menos nove alvos diferentes na Faixa de Gaza, que deixaram três civis menores de idade levemente feridos, segundo fontes da saúde da faixa palestina.

EFE |

De acordo com o relato de testemunhas, várias explosões sucessivas puderam ser escutadas pouco depois que os aparelhos israelenses sobrevoaram o território controlado pelo movimento islamita Hamas.

Os bombardeios aéreos sobre a faixa aconteceram em resposta ao lançamento na quinta-feira de um foguete disparado por milícias palestinas desde o território contra solo israelense, informou o Exército do país em comunicado.

A rádio israelense informou que o projétil caiu em uma comunidade agrícola do sul de Israel denominada Hof Shkol, onde não causou danos pessoais. Por enquanto, o ataque não foi reivindicado por nenhuma facção armada palestina.

O Exército israelense informou em comunicado que sua Aviação "atingiu com sucesso uma manufatura no norte da Faixa de Gaza, outro ponto onde eram fabricadas armas no centro e dois armazéns no sul" do território palestino.

As fontes de segurança em Gaza disseram que os aviões israelenses bombardearam vários lugares pertencentes a grupos armados palestinos nas localidades de Rafah, Khan Yunes, no sul da faixa, e a Cidade de Gaza, que não causaram feridos.

As testemunhas relataram que quatro ataques aéreos sucessivos tiveram como alvo bases de treinamento pertencentes ao Hamas e a outro grupo armado a oeste da cidade de Khan Yunes, ao sul de Gaza, sem causar feridos.

Forças de segurança do Governo do Hamas acrescentaram que os aparelhos israelenses atingiram outro alvo em Rafah, no sul da faixa e fronteiriça com o Egito, no qual não houve feridos.

As fontes disseram que helicópteros Apache dispararam um foguete contra uma oficina metalúrgica no campo de refugiados de Nuseirat, no centro da faixa, que foi destruído, embora sem infligir ferimentos a ninguém.

Acrescentaram que caças-bombardeiros F-16 bombardearam o sul da Cidade de Gaza contra uma base de treinamento do braço armado do Hamas, a milícia Ezedin al-Qassam, que estava vazia no momento do ataque.

Os aviões israelenses atingiram outros dois alvos diferentes na Cidade de Gaza - segundo as fontes de segurança -, no primeiro dos quais foi bombardeado um armazém de ferro-velho de veículos, enquanto o segundo foi uma região descampada do bairro de Sabra.

Médicos do hospital Shifa da capital da faixa disseram que três crianças ficaram levemente feridos pela ação dos bombardeios neste último subúrbio, e que receberam o atendimento médico adequado.

O Exército israelense informou que cerca de 20 de foguetes e bombas foram disparados a partir da faixa contra Israel em março, um dos quais matou uma pessoa que trabalhava em um kibutz. EFE sar-db/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG