Aviação israelense fere 3 em bombardeio a Gaza

Gaza, 2 mai (EFE).- A Força Aérea israelense bombardeou hoje, pelo segundo dia consecutivo, vários pontos do sul da Faixa de Gaza, onde ficaram feridos três palestinos, informaram fontes médicas e de segurança do território.

EFE |

Fontes do movimento islâmico Hamas, que governa na Faixa de Gaza, disseram que caças-bombardeiros F-16 atacaram várias posições entre a zona fronteiriça do sul de Gaza (onde se encontra a localidade de Rafah) e o território egípcio.

Afirmaram que, nos bombardeios, três civis ficaram feridos, informação confirmada pelo chefe do serviço de emergência do Ministério da Saúde em Gaza, Moawiya Hassanein, que precisou que todos eles moram em Rafah.

A imprensa israelense informou que os alvos dos bombardeios foram três túneis subterrâneos usados para o contrabando de armas em direção à Faixa de Gaza.

Estes ataques ocorreram depois que, de manhã, milícias palestinas dispararam três bombas a partir de Gaza contra o território israelense, que não causaram vítimas, ato cuja autoria foi assumida por Comitês Populares da Resistência.

O Exército israelense confirmou haver lançado vários ataques aéreos perto da localidade fronteiriça de Rafah, mas não deu mais detalhes.

A Aviação israelense atacou ontem na mesma área outros dois túneis usados para introduzir armas em Gaza - disseram porta-vozes militares -, depois do lançamento de dois foguetes Qassam do território contra solo israelense, que não provocaram vítimas nem danos.

Os palestinos intensificaram o uso de túneis para o contrabando de produtos, combustível e outros materiais à Faixa de Gaza depois que Israel intensificou o bloqueio, após a tomada do território palestino pelo Hamas em junho de 2007.

Em outro incidente, forças israelenses dispararam hoje contra agricultores palestinos que estavam lavrando ao leste da cidade de Khan Yunes, perto da cerca fronteiriça, segundo testemunhas.

Segundo fontes de segurança palestinas, também houve disparos em outra zona mais ao norte de Gaza, ao leste da localidade e Jabalya, mas sem feridos.

O Exército israelense disse que os disparos tinham o objetivo de impedir que os agricultores se aproximassem da cerca de segurança que separa Gaza de Israel. EFE sar-db/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG