Acidente ocorreu na Geleira de Siachen, na Caxemira, região disputada por Índia e Paquistão desde os anos 40

selo

Mais de 100 soldados paquistaneses ficaram soterrados após uma avalanche neste sábado na Caxemira, região que é disputada por Índia e Paquistão desde os anos 40.

Noruega: Avalanche atinge turistas que esquiavam

Foto de 2003 mostra Geleira de Siachen, na fronteira entre Índia e Paquistão
AP
Foto de 2003 mostra Geleira de Siachen, na fronteira entre Índia e Paquistão
A avalanche atingiu um acampamento militar paquistanês próximo à geleira de Siachen, na cordilheira de Caracórum, nos Himalaias. A geleira é conhecida por ser o campo de batalha em maior altitude no mundo, com 6,7 mil metros.

O porta-voz do Exército paquistanês, o general Athar Abbas, disse à BBC que alguns corpos foram encontrados, mas que não há estimativa de sobreviventes. Uma equipe de resgates está trabalhando no local.

A imprensa local está noticiando que até 130 soldados podem ter sido atingidos pela avalanche, que ocorreu no distrito de Gayari às 6h do sábado no horário local (22h de sexta-feira, no horário de Brasília).

O Exército paquistanês disse que a prioridade é agir rapidamente para salvar vidas. Helicópteros, cães farejadores e soldados também estão sendo usados na missão de resgate. As condições climáticas neste sábado estão favorecendo os trabalhos das equipes.

De acordo com a correspondente da BBC em Islamabad, no Paquistão, a região da geleira de Siachen é de difícil acesso.

Nos últimos anos, mais soldados morreram devido ao frio e às difíceis condições do local do que em batalhas entre paquistaneses e indianos.

Soldados paquistaneses carregam suprimentos para posto na Base de Kalpani, no Distrito de Dir
AP
Soldados paquistaneses carregam suprimentos para posto na Base de Kalpani, no Distrito de Dir

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.