Avalanche mata pelo menos 13 soldados na Caxemira indiana

(Atualiza com novos dados de vítimas) Nova Délhi, 8 fev (EFE).- Pelo menos 13 soldados indianos morreram e 15 ficaram feridos hoje quando uma avalanche de neve soterrou um acampamento de treino militar na região indiana da Caxemira (norte), informou uma fonte oficial.

EFE |

Um porta-voz do Exército indiano, o coronel J.S. Brar, assegurou à agência de notícias "PTI" que 70 militares já foram resgatados e que muitos outros continuam desaparecidos, mas não especificou quantos.

"Uma grande avalanche na montanha de Khilanmarg sepultou um acampamento militar instalado pelo Exército em uma área de grande altitude", afirmou outra fonte do Ministério da Defesa à agência "Ians".

O Exército continua uma grande operação de resgate nesta área do distrito de Baramulla, na Caxemira, onde havia cerca de 300 militares no momento em que se registrou a avalanche.

O grupo de soldados partiu nesta mesma manhã rumo à região de Khilanmarg da estação de Gulmarg, a cerca de 50 quilômetros de Srinagar, na Caxemira indiana.

A Índia retirou nos últimos dois anos 30 mil soldados da parte da Caxemira sob domínio indiano, tendo em vista a relativa melhora da situação de segurança na região. No entanto, centenas de milhares de militares permanecem na região, cuja soberania é disputada com o Paquistão desde a divisão dos países em 1947. EFE mb/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG