Autoridades turcas confirmam 31 mortos pelas graves inundações

Ancara, 10 set (EFE).- Pelo menos 31 pessoas perderam a vida nos dois últimos dias por causa das graves inundações que afetam o norte da Turquia, segundo confirmaram fontes governamentais.

EFE |

A imprensa turca informa hoje que tanto o primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan, como o ministro do Interior, Besir Atalay, confirmaram esse número de falecidos, dos que 24 se contabilizam em Istambul, a maior cidade do país.

Ataly indicou que 21 pessoas faleceram na quarta-feira em Istambul, entre elas sete trabalhadoras têxteis cujo veículo foi arrastado pelas águas.

O diário Hürriyet disse em sua edição digital que 8 pessoas estão desaparecidas.

A catástrofe levantou uma onda de críticas sobre a falta de planejamento urbanístico na metrópole turca e a construção em zonas de risco.

Por sua parte, o próprio prefeito de Istambul, Kadir Topbas denunciou ontem que os seres humanos, e não a natureza, são os responsáveis pelo desastre.

O Ministério de Obras Públicas reconheceu que as chuvas e as inundações causaram graves danos às infra-estruturas e seu titular, Mustafa Demir, admitiu que "a impotência nesta situação é resultado de erros cometidos tanto pelos cidadãos como pela Administração".

Erdogan anunciou na quarta-feira que destinou uma verba de emergência de US$2 milhões de dólares para os danos produzidos em Istambul.

Perante o risco de epidemias, os especialistas recomendam aos cidadãos que não se aproximem às zonas inundadas e que lavem todos os pertences que entraram em contato com a água das enchentes. EFE Dt-as/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG