Autoridades temem que não haja mais sobreviventes no naufrágio no Líbano

As possibilidades de encontrar outros sobreviventes do naufrágio do navio mercante Danny F II são cada vez menores, informaram neste sábado as fontes oficiais libanesas.

AFP |

As equipes de resgate recuperaram onze corpos na sexta-feira, em meio a condições adversas, e procuram 32 pessoas dos 82 tripulantes do navio de bandeira panamenha Danny F II, que naufragou quinta-feira em águas do norte do Líbano com um carregamento de gado procedente do Uruguai.

Entre os tripulantes que sobreviveram está um brasileiro e quatro uruguaios.

Os trabalhos de resgate foram efetuados por botes de salvamento da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FINUL), afirmou de manhã à AFP um porta-voz do exército libanês.

O sobreviventes estavam molhados, descalços e tiritavam de frio apesar das mantas com que se cobriam. Alguns choravam.

O capitão britânico do "Danny F II" faleceu no naufrágio, segundo socorristas.

"A busca prossegue no local do naufrágio e nos arredores, mas as condições meteorológicas ainda são difíceis", afirmou à AFP o porta-voz adjunto da FINUL, Andrea Tenenti.

O navio zarpou do porto de Montevidéu no dia 29 de novembro com 10.224 ovelhas e 17.932 reses bovinas a bordo, com destino à cidade siria de Tartus (norte de Trípoli); mas foi obrigado a mudar de rota, devido à tempestade, e tentava aproximar-se de Beirute quando foi a pique, anunciaram fontes oficiais.

oi-ny/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG