Mogadíscio - O britânico Colin Freeman é o jornalista seqüestrado junto com o fotógrafo espanhol José Cendón em Bossaso, a capital da região somali da Puntlândia, segundo confirmaram hoje à Agência Efe autoridades locais.

Um porta-voz do governo autônomo da Puntlândia confirmou à Efe que Freeman e Cendón trabalhavam juntos para o jornal britânico "Daily Telegraph" em uma reportagem sobre a pirataria na Somália quando foram seqüestrados nesta quarta-feira.

Freeman e Cendón foram seqüestrados após sete dias de estadia em Bossaso, quando se dispunham a deixar a região, disse à Efe o motorista do veículo que tinham alugado, Libam Said Omar.

Além dos dois jornalistas seqüestrados, dois somalis que trabalhavam como tradutores também estão em poder dos seqüestradores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.