Autoridades somalis confirmam identidade de jornalista britânico seqüestrado

Mogadíscio - O britânico Colin Freeman é o jornalista seqüestrado junto com o fotógrafo espanhol José Cendón em Bossaso, a capital da região somali da Puntlândia, segundo confirmaram hoje à Agência Efe autoridades locais.

EFE |

Um porta-voz do governo autônomo da Puntlândia confirmou à Efe que Freeman e Cendón trabalhavam juntos para o jornal britânico "Daily Telegraph" em uma reportagem sobre a pirataria na Somália quando foram seqüestrados nesta quarta-feira.

Freeman e Cendón foram seqüestrados após sete dias de estadia em Bossaso, quando se dispunham a deixar a região, disse à Efe o motorista do veículo que tinham alugado, Libam Said Omar.

Além dos dois jornalistas seqüestrados, dois somalis que trabalhavam como tradutores também estão em poder dos seqüestradores.

    Leia tudo sobre: somália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG