Autoridades paquistanesas detêm 9 pessoas relacionadas com atentados

Islamabad, 29 jan (EFE).- As forças de segurança paquistanesas detiveram hoje nove pessoas supostamente relacionadas com vários atentados em território paquistanês na cidade de Rawalpindi, vizinha a Islamabad, informou uma fonte policial.

EFE |

Os detidos supostamente estão envolvidos no atentado suicida cometido em fevereiro de 2008 contra o chefe do corpo médico do Exército paquistanês, general Mushtaq Baig, que morreu junto com outras sete pessoas, segundo a fonte, citada pela cadeia privada "Dawn".

As forças de segurança apreenderam ainda 100 quilogramas de explosivos.

Nenhuma das fontes do Ministério do Interior consultadas pela Agência Efe pôde confirmar que os detidos estivessem vinculados com a rede terrorista Al Qaeda ou com a insurgência talibã.

As autoridades paquistanesas realizaram detenções frequentes e lembram frequentemente em entrevista e comunicados que o Paquistão é o país que mais membros da Al Qaeda deteve, em uma tentativa de destacar seu empenho na luta contra o terrorismo.

Quase oito mil pessoas morreram no ano passado em consequência da violência no Paquistão, onde houve mais de dois mil atos de terrorismo, de acordo com um relatório publicado este mês por um grupo paquistanês de estudos geopolíticos. EFE igb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG