Jimena - Mundo - iG" /

Autoridades mexicanas começam evacuações diante do Jimena

México, 1 set (EFE).- As autoridades de Baixa Califórnia Sul, no noroeste do México, começaram a evacuar e transferir para abrigos algumas famílias desse estado, diante da proximidade do furacão Jimena, que se mantém no limite das categorias quatro e cinco, as maiores, da escala Saffir-Simpson.

EFE |

"Já em Los Cabos, praticamente em San José del Cabo e Cabo San Lucas, temos um número grande de famílias nos abrigos temporários.

No município de La Paz, ainda estamos à espera de instrução para iniciar as evacuações", disse hoje o secretário de Governo do estado, Luis Armando Díaz.

Em declarações à emissora "MVS", afirmou que a área de mais atividade preventiva é a localidade turística de Los Cabos, onde, nas últimas horas, estiveram evacuando "as zonas de risco e alto risco".

Em todo o estado da Baixa Califórnia Sul, há 159 albergues temporários com "capacidade para abrigar 29 mil pessoas", acrescentou o funcionário.

"Já o Exército está fazendo o mesmo na maioria dos albergues junto a autoridades municipais, estaduais e, certamente, federais", disse Díaz.

O mais recente boletim do Serviço Meteorológico Nacional (SMN) mexicano indicava às 5h (7h de Brasília) que o furacão "Jimena" estava 295 quilômetros ao sul de Cabo San Lucas e 185 quilômetros ao nor-noroeste de Isla Socorro, no ocidental estado de Colima.

O fenômeno, "extremamente perigoso", segundo o organismo, se desloca a 19 km/h rumo a nor-noroeste, com ventos sustentados de 250 km/h e sequências de até 305 km/h.

Durante a madrugada de hoje, disse Díaz, as unidades de Defesa Civil das cinco Prefeituras da Baixa Califórnia Sul "estiveram tomando medidas de prevenção", em alguns casos, como em Los Cabos, em meio a fortes chuvas.

"Praticamente, estamos nos preparando para receber pela primeira vez na história deste estado (Baixa Califórnia Sul) um furacão de categoria quatro", disse o secretário de Governo do estado.

Ainda hoje, o Conselho de Defesa Civil estadual realizará sua terceira reunião perante a iminente chegada de "Jimena", um encontro que deve contar com a presença do ministro do Desenvolvimento Social mexicano, Ernesto Cordero, acrescentou Díaz.

O funcionário estadual explicou que amanhã o olho do furacão poderia "estar atingindo terra em algum ponto do município de Comondú", possivelmente "perto de Puerto San Carlos".

A Baixa Califórnia Sul se encontra desde ontem em alerta "laranja" (alta periculosidade) perante o furacão, que seria o mais forte a atingir a área nos últimos anos.

Graus de alerta inferiores por causa de chuvas, vento e ondas fortes foram emitidos em outros estados do litoral do Pacífico mexicano, entre eles Sinaloa, Nayari, Colima e Jalisco. EFE act/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG