Autoridades investigam foco de gripe suína em escola de N.York

Washington, 25 abr (EFE).- Cerca de 75 estudantes de uma escola secundária do Queens, em Nova York, registraram sintomas similares aos da gripe suína detectada no México e em outros estados americanos, informou hoje a imprensa local.

EFE |

O Departamento de Saúde de Nova York enviou uma equipe de investigação ao colégio depois que os alunos doentes tiveram náuseas, febres, enjôos e dores.

Alguns dos estudantes admitiram que recentemente viajaram ao México, onde, até o momento, 20 pessoas morreram e mais de mil estão internadas com sintomas da doença.

Para conter o alastramento da gripe suína, as autoridades do México fecharam a maior parte dos centros públicos e das escolas da capital do país.

Nos Estados Unidos, faltando confirmar os casos dos estudantes de Nova York, seis pessoas na Califórnia e duas no Texas pegaram a doença, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças.

Às 14h (de Brasília), este órgão atualizará as informações sobre os casos confirmados e em investigação numa entrevista coletiva.

Hoje, a diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, disse, em Genebra, que o surto de gripe suína detectado no México e nos EUA "muito grave" e "deve ser vigiado de perto". EFE pgp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG