Autoridades divulgam emails de Sarah Palin quando era governadora

Os 24 mil emails da republicana, que é uma das principais vozes do Tea Party, são referentes aos seus 21 primeiros meses no governo do Alasca

iG São Paulo |

Autoridades americanas divulgaram milharees de emails enviados pela republicada Sarah Palin durante o tempo que foi governadora do Estado do Alasca.

Os 24 mil emails são referentes aos 21 primeiros meses da republicana, que é uma das principais vozes do movimento Tea Party. Além disso, fornecem um panorama sobre o período da proeminência de Palin nacionalmente, quando se tornou candidata a vice-presidente na chapa de John McCain, em 2008.

No total, seis caixas com 24.199 páginas de emails impressos, de 45 kg, foram apresentadas. Autoridades do Alasca retiveram, no entanto, cerca de 2 mil páginas, que citam privilégios do Executivo americano e dados privados.

Organizações midiáticas pediram a divulgação das mensagens em 2008, quando Palin foi escolhida para concorrer ao lado de McCain contra a chapa democrata de Barack Obama e Joe Biden.

Palin foi eleita governadora do Alasca em 2006. Ela deixou o posto que deixou em 2009, quando deu início a uma carreira pública voltada para um reality show sobre a vida de sua família no Alasca, além de ser comentarista do canal de TV Fox News. A republicana é um dos possíveis nomes para disputar as próximas eleições de 2012 nos Estados Unidos.

Ainda não ficou claro, no entanto, o teor dos emails enviados pela ex-governadora do Alasca. Os jornais Washington Post e New York Times mandaram grandes equipes de jornalistas à capital do Alasca, Juneau, e pediram ajuda a seus leitores na monumental tarefa de ler, analisar e contextualizar as mais de 24.199 conversas que a ex-governadora manteve entre 2006 e 2008.

"Vamos limitar o trabalho a só 100 locais para voluntários que trabalharão em pequenas equipes, para anunciar a informação mais importante dos e-mails", indicou nesta quinta-feira o Washington Post em seu blog político The Fix. O jornal criou inclusive uma conta no Twitter, @PalinEmails, para anunciar as mensagens mais suculentas na correspondência de Palin.

A emissora MSNBC e a agência ProPublica, por sua vez, optaram por colaborar com uma companhia de pesquisa para criar sua própria base de dados eletrônica com os documentos. A divulgação das conversas corresponde às leis estaduais, que exigem a publicação de todos os documentos relacionados com o cargo de governador.

*Com AP, BBC e EFE

    Leia tudo sobre: sarah palineuarepublicanosemailsalascatea party

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG