Bogotá, 13 jun (EFE).- Autoridades colombianas capturaram hoje em Bogotá quatro supostos milicianos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que levavam explosivos e investigam se eles teriam envolvimento com ataques recentes na capital do país.

Os supostos rebeldes foram detidos pelas autoridades portando grande quantidade de um poderoso explosivo além de duas mil doses de medicamento para o tratamento de Leishmaniose, uma doença que afeta vários guerrilheiros das Farc.

O prefeito de Bogotá, Samuel Moreno, anunciou um aumento de policiamento na capital colombiana diante dos quatro atentados com explosivos que deixaram, entre segunda e quinta-feira, uma mulher morta e quatro policiais feridos.

"Acho que cada caso deve ser tratado de maneira individual para saber o que há por trás deste tema. De repente pode haver intimidação direcionada a algumas empresas. Isto nos vai permitir concluir se são casos isolados ou se há um plano para gerar incerteza na cidade", disse Moreno. EFE fe/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.