Autoridades detectam 6 suspeitas de gripe suína em Maryland

Washington, 29 abr (EFE).- As autoridades de Maryland, nos Estados Unidos, informaram hoje sobre a existência de seis possíveis casos de gripe suína, quatro adultos e duas crianças, neste estado vizinho à capital americana.

EFE |

Em entrevista coletiva, funcionários de saúde do estado afirmaram que as seis pessoas, três delas em Baltimore e três em Anne Arundel, estão relacionadas a indivíduos que viajaram a lugares onde foi registrada a doença, como o México. Nenhum dos pacientes foi hospitalizado.

As autoridades sanitárias estão à espera de que os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, em inglês) confirmem que realmente as pessoas sofrem da doença, e esperam receber uma resposta antes do fim da semana.

As autoridades, que anteciparam que provavelmente haverá mais casos no estado, acrescentaram que enviarão cartas aos pais cujos filhos frequentam os mesmos colégios que as duas crianças doentes.

Se forem confirmados, estes casos seriam os primeiros da doença em Maryland e em arredores, nos quais se encontra o Distrito de Columbia e os estados da Virgínia, Virgínia do Oeste, Pensilvânia e Delaware.

Na universidade deste último estado, pelo menos 60 estudantes receberam hoje medicamento antiviral como precaução, após a informação de que quatro estudantes do campus apresentavam sintomas semelhantes aos da gripe suína.

O Governo dos EUA confirmou hoje a primeira morte por causa da gripe suína, uma criança mexicana de quase dois anos, e o aumento de 64 para 91 dos casos de doentes por este vírus.

A doença, causada pelo vírus A/H1N1, manifesta-se com o aumento repentino da temperatura corporal, tosse, coriza, intensas dores musculares e nas articulações, irritação nos olhos e dor de cabeça.

EFE llb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG