Autoridades de Mianmá advertem para risco de epidemia

A rádio oficial birmanesa pediu nesta terça-feira à população que adote medidas para evitar epidemias, após a passagem do ciclone Nargis, que oficialmente deixou mais de 10 mil mortos.

AFP |

A emissora, controlada pela Junta Militar, pediu aos seis milhões de habitantes de Yangun, principal cidade do país e duramente afetada pela catástrofe, que "bebam apenas água fervida e protejam os alimentos de parasitas".

Os habitantes de Yangun estão sem água potável e energia elétrica há quatro dias e o lixo se acumula nas ruas.

A rádio também sugeriu que a população procure ajuda médica em caso de suspeita de doença.

A emissora destaca ainda que o Hospital Geral de Yangun foi destruído parcialmente pelo Nargis, que literalmente varreu as unidades de oncologia e cardiologia.

Vários países e organizações internacionais se mobilizaram nesta segunda-feira para ajudar as vítimas do Nargis, que arrasou durante o final de semana passado diversas regiões de Mianmar.

Segundo o ministro birmanês das Relações Exteriores, Nyan Win, além dos 10 mil mortos, o ciclone deixou centenas de milhares de desabrigados.



    Leia tudo sobre: ciclonemianmá

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG