Autoridades da Hungria evacuam local do vazamento de lama tóxica

Há risco de rompimento da represa que causou derramamento de 1 milhão de metros cúbicos de resíduo. Sete pessoas já morreram

EFE |

KOLONTÁR - As autoridades húngaras decidiram evacuar a vila de Kolontár, afetada na segunda-feira pelo grave vazamento de uma substância tóxica, diante do risco de rompimento da represa, da qual já vazou 1 milhão de metros cúbicos da "lama vermelha", deixando até o momento sete mortos.

A agência "MTI" indicou que a Polícia começou a evacuar o vilarejo durante a noite, após comprovar que a parede do setor que já se rompeu na segunda-feira estava se debilitando.

 A porta-voz de Defesa Civil na região, Gyorgyi Tottos, explicou à Agência Efe que cerca de 800 pessoas foram evacuadas e instaladas em um ginásio de esportes e em dois colégios da cidade de Ajka. "Aumentou o risco de ruptura, embora seja uma evacuação preventiva", indicou a porta-voz.

Tottos afirmou que a localidade ficará vazia. Segundo ela, também foram desalojados os funcionários que trabalhavam na limpeza da área, até que "a parede da represa não esteja 100% reforçada".

Kolontár foi o local onde a "lama vermelha" primeiro atingiu - e com mais força -, destruindo dezenas de casas e arrastando pessoas e animais.

Com EFE

    Leia tudo sobre: Hungrialama tóxica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG