Autoridades colombianas detêm 23 supostos milicianos das Farc

Bogotá, 17 out (EFE) - As autoridades colombianas detiveram hoje em Bogotá 23 supostos milicianos ou rebeldes urbanos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em uma série de ações simultâneas, informou a Procuradoria Geral.

EFE |

Os detidos se dedicavam, aparentemente, a "tarefas de inteligência" na cidade e também tinham como missão conseguir "mantimentos e informação sobre vítimas potenciais de extorsão", especificou a entidade judicial em comunicado.

A Promotoria explicou que as detenções foram efetuadas por investigadores da União Nacional Antiterrorismo, com o apoio de agentes da Direção de Polícia Judicial (Dijín).

A operação compreendeu revistas em diferentes setores da cidade, acrescentou a fonte, que destacou que, durante a mesma, foram apreendidos quatro veículos, uma pistola, munição para fuzil, documentação alusiva às Farc, material de intendência, "cadeiras de uso tático" e "rádios base de comunicações".

Os detidos pertenciam à frente 42 das Farc e serão processados por associação para delinqüir e rebelião, indicou a Promotoria. EFE jgh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG