Autoridades colombianas detêm 2 membros das Farc infiltrados no Exército

Bogotá, 12 mar (EFE).- As autoridades colombianas detiveram dois supostos membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) que se infiltraram há um ano em uma brigada do Exército com o objetivo de roubar armas e cometer atentados contra a base militar, informou hoje a imprensa local.

EFE |

Os detidos são Edison Zetty Campo e César Fabián Urbina, que pertenciam à Coluna Móvel Jacobo Arenas, segundo uma versão da rádio "La FM", que destacou que os dois se alistaram como soldados no Batalhão Pichincha, subordinado à brigada do Exército de Cali.

A emissora explicou que o vazamento de uma informação sobre operações contra a guerrilha e ataques a tropas nas zonas do sudoeste do país de influência da Terceira Brigada do Exército deram origem à investigação que terminou com a detenção dos infiltrados.

Com as informações, foram organizadas emboscadas, em junho e novembro do ano passado, que deixaram um suboficial e dois soldados mortos.

Os supostos infiltrados faziam de tudo para não participar das operações nas quais os rebeldes planejavam emboscadas, segundo a mesma rádio.

A "La FM" informou que os supostos rebeldes serão processados por "rebelião, espionagem, traição à pátria e crimes contra a segurança do Estado". EFE jgh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG