Santiago do Chile, 7 jun (EFE).- As autoridades chilenas confirmaram hoje a segunda morte causada pela gripe suína neste país, que também é a segunda provocada pela doença em toda América do Sul.

A vítima, de 49 anos e cuja identidade não foi revelada, faleceu hoje no hospital base de Osorno, a 942 quilômetros ao sul de Santiago, após permanecer conectada desde há duas semanas a um respirador artificial.

Segundo a rádio "Bío Bio", a informação foi confirmada pelo Departamento de Relações Públicas do hospital, notícia que causou comoção na zona onde se concentram os casos mais graves da gripe no Chile.

O secretário regional do Ministério da Saúde chileno, Bernardo Martorel, viajará até a cidade para divulgar mais detalhes desta segunda vítima fatal no hemisfério sul.

O número de afetados pelo vírus A(H1N1) no Chile já chega a 890, seis dos quais se encontram em estado grave. EFE mc/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.