Autoridades britânicas abortaram operação para resgatar casal sequestrado

Londres, 22 jan (EFE).- As autoridades britânicas decidiram abortar no último momento uma operação para resgatar o casal inglês Paul e Rachel Chandler, sequestrado no dia 23 de outubro do ano passado por piratas somalis, informou hoje a BBC.

EFE |

De acordo com a rede pública, uma equipe do Serviço Especial de Embarcações partiu do Reino Unido em direção à costa somali para socorrer o casal, mas a operação foi interrompida por uma combinação de problemas técnicos e temores pela segurança.

Paul e Rachel Chandler, de 59 e 55 anos, desapareceram quando navegavam em seu veleiro por águas do oceano Índico e permanecem sequestrados supostamente na Somália.

Em entrevista transmitida na quinta-feira pela rede de televisão "ITV", Chandler explicou que ele e sua mulher tinham sido separados e que podiam ser executados nos próximos "três ou quatro dias".

O Governo britânico disse em outubro passado que não ia pagar o resgate de US$ 7 milhões exigido pelas piratas.

No momento da captura do casal, que foi sequestrado enquanto dormia rumo à Tanzânia vindo de Seychelles, havia uma embarcação da Marinha britânica que viu o que aconteceu, mas que não agiu por pedido dos reféns, que temiam ser assassinados. EFE jm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG