Autoridades belgas não punem creche por expor fotos de Hitler

Bruxelas, 14 set (EFE).- A agência governamental de atendimento à infância da região belga de Flandres foi informada há um ano sobre a presença de uma foto de Adolf Hitler na parede de uma creche na cidade de Antuérpia, reconheceram hoje as autoridades.

EFE |

No entanto, a agência só determinou a retirada da permissão para o funcionamento da creche há um ano, após a publicação de uma reportagem feita através de uma câmera escondida pela rede de televisão flamenga "VRT", na qual a mulher reconhecia abertamente sua simpatia pelo nazismo.

O ministro regional responsável, o democrata-cristão Jo Vandeurzen, reconheceu hoje, em um debate parlamentar, que a creche recebeu um comunicado há um ano, pelo correio, sobre a presença da imagem do ditador, segundo a agência de notícias "Belga".

No entanto, explicou que as autoridades não atuaram, já que não havia uma denúncia formal.

A reportagem televisiva mostra que, além da fotografia, a biblioteca creche também tinha livros e propaganda ligada ao nazismo. EFE rcf/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG