Autoridades anunciam resgate de mais 8 corpos de voo da Air France

Rio de Janeiro, 8 jun (EFE).- As equipes de resgate brasileiras e francesas recuperaram hoje mais oito corpos de ocupantes do Airbus A330-200 da Air France que caiu na semana passada no Oceano Atlântico com 228 pessoas a bordo, elevando o total de cadáveres resgatados para 24.

EFE |

Todos os corpos já estão a bordo de embarcações brasileiras que os transferirão ao arquipélago de Fernando de Noronha (PE), explicou em entrevista coletiva concedida em Recife o tenente-coronel aviador Henry Wilson Munhoz Wender, chefe da divisão de relacionamento com a imprensa da Força Aérea Brasileira (FAB).

Os cadáveres encontrados hoje estavam a 440 quilômetros ao nordeste do arquipélago de São Pedro e São Paulo (PE), que fica a 1.296 quilômetros da cidade de Recife, e foram transferidos à fragata "Bosísio".

Segundo as autoridades militares, a profundidade do oceano na região onde os restos das vítimas foram localizados chega a 3.500 metros.

Os primeiros 16 cadáveres recuperados estão na fragata "Constituição", que agora se dirige a Fernando de Noronha. Eles serão transferidos para um helicóptero quando a embarcação estiver a cerca de 300 quilômetros do arquipélago com o objetivo de serem levados a terra firme o mais rapidamente possível.

Os primeiros testes e tratamentos aos corpos serão realizados ainda em Fernando de Noronha. Em seguida, os cadáveres serão enviados "imediatamente" por meio de uma "ponte aérea" que será implantada para tal fim em Recife, onde as famílias tentarão ajudar nas tarefas de identificação das vítimas.

"A prioridade agora é a busca de sobreviventes, corpos e restos do avião", explicou Munhoz Wender.

O tenente-coronel aviador assinalou que a previsão meteorológica indica "mau tempo" para as próximas horas na região, o que pode dificultar os trabalhos de resgate.

Participam das buscas 570 integrantes da Marinha, 265 da FAB e 14 aeronaves, 12 delas brasileiras e duas francesas, assim como cinco navios brasileiros e a fragata francesa "Ventose".

As causas do acidente e a busca da caixa-preta são de responsabilidade das autoridades francesas, que enviaram um submarino para a área. EFE mp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG