Berlim, 12 mar (EFE).- A Procuradoria federal alemã investiga o conteúdo do vídeo divulgado na internet por dois irmãos alemães de origem marroquina em que convocam a execução de atentados suicidas na Alemanha.

"Decidam pela vida depois da morte. Façam sua contribuição onde estiverem. Não há mais descanso", declaram os supostos radicais islâmicos, segundo informações da edição de hoje do jornal "Bild".

O vídeo apareceu no final de fevereiro e as investigações da Procuradoria se concentram em tentar identificar esses autores, disseram fontes desse departamento, com sede em Karlsruhe (oeste da Alemanha).

A mensagem de vídeo mostra dois homens vestidos com roupas camufladas e podem ter ligação com o Movimento Islâmico do Uzbequistão.

De acordo com o "Bild", os dois homens se identificam na mensagem como "Abu Adam da Alemanha" e "Abu Ibrahim da Alemanha", acrescenta o jornal.

As forças de segurança alemãs consideram que os dois irmãos, de 27 e 24 anos e residentes em Bonn, até deixarem a Alemanha, fazem parte da rede terrorista Al Qaeda.

O "Bild" afirma, a partir de informações internas do Escritório Federal de Investigação Criminal (BKA, em alemão) que o vídeo foi produzido na fronteira afegão-paquistanesa.

A mensagem é acompanhada de imagens de atentados suicidas, como a contra a embaixada alemã em Cabul, músicas religiosas e passagens do Corão como subtítulos. EFE gc-jcb/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.