Autoridades alemãs investigam vídeo com ameaças de ataques

Berlim, 12 mar (EFE).- A Procuradoria federal alemã investiga o conteúdo do vídeo divulgado na internet por dois irmãos alemães de origem marroquina em que convocam a execução de atentados suicidas na Alemanha.

EFE |

"Decidam pela vida depois da morte. Façam sua contribuição onde estiverem. Não há mais descanso", declaram os supostos radicais islâmicos, segundo informações da edição de hoje do jornal "Bild".

O vídeo apareceu no final de fevereiro e as investigações da Procuradoria se concentram em tentar identificar esses autores, disseram fontes desse departamento, com sede em Karlsruhe (oeste da Alemanha).

A mensagem de vídeo mostra dois homens vestidos com roupas camufladas e podem ter ligação com o Movimento Islâmico do Uzbequistão.

De acordo com o "Bild", os dois homens se identificam na mensagem como "Abu Adam da Alemanha" e "Abu Ibrahim da Alemanha", acrescenta o jornal.

As forças de segurança alemãs consideram que os dois irmãos, de 27 e 24 anos e residentes em Bonn, até deixarem a Alemanha, fazem parte da rede terrorista Al Qaeda.

O "Bild" afirma, a partir de informações internas do Escritório Federal de Investigação Criminal (BKA, em alemão) que o vídeo foi produzido na fronteira afegão-paquistanesa.

A mensagem é acompanhada de imagens de atentados suicidas, como a contra a embaixada alemã em Cabul, músicas religiosas e passagens do Corão como subtítulos. EFE gc-jcb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG