Nicósia, 3 set (EFE).- Os presidentes da República do Chipre, Dimitris Christofias, e da República Turca do Norte do Chipre, Mehmet Ali Talat, concordaram hoje em Nicósia que haverá uma solução muito em breve para o problema da divisão da ilha.

"Muito em breve, o mais breve possível", disse Christofias à imprensa, após concluir o ato inaugural da nova rodada de negociações diretas, que, sob o patrocínio das Nações Unidas, ocorreu hoje no antigo aeroporto de Nicósia, sede atual da força da ONU para a manutenção da paz no Chipre (UNFICYP).

"Temos a vontade comum, o esforço comum para conseguir este objetivo", acrescentou o líder dos greco-cipriotas.

"Se me perguntam quando vamos ter a solução, eu vou dizer: este ano. Espero que este ano", disse Talat.

No breve ato de pouco mais de uma hora, os dois líderes decidiram iniciar o trabalho de negociação em 11 de setembro, anunciou o novo enviado especial da ONU para o Chipre, o ex-ministro de Assuntos Exteriores da Austrália Alexander Downer.

"É um grande honra abrigar o início destas negociações", disse Downer, que qualificou de "histórico" este dia por lançar um processo considerado o mais promissor para superar o conflito que divide a ilha há 34 anos, após várias tentativas sem resultados.

O enviado da ONU explicou que, em 11 de setembro, as conversas se centrarão em dois temas: a formação de um Governo e a distribuição dos poderes do país que deverá surgir após uma possível solução.

"Uma solução para o problema do Chipre seria uma inspiração para o mundo inteiro (..). Fiquei impressionado pela forte vontade dos líderes e pela boa relação dos dois", acrescentou Downer, que leu uma mensagem do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, de apoio e incentivo a estes esforços. EFE fl/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.