Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Autoridade regional retira apoio à eutanásia de italiana

Roma, 19 dez (EFE).- O governador da região de Friuli Venezia Giulia, no nordeste da Itália, Renzo Tondo, afirmou hoje que vai reconsiderar sua posição sobre o caso de Eluana Englaro, em estado de coma desde 1992, após ter apoiado a família da italiana na sua luta pela eutanásia.

EFE |

"Há tempos estava seguro porque tinham me dito, em particular, que o assunto seria administrado pela clínica Città di Udine. Agora tenho que dizer: não sei como terminará tudo. Devo reconsiderar assim minha posição", disse Tondo em declarações à emissora italiana "Rádio 24".

As declarações chegam depois que nesta quinta-feira, o chefe da clínica, em Friuli Venezia Giulia e à qual se espera que se transfira Eluana, confirmasse sua disposição de desligar a sonda que mantém viva a italiana apenas se as autoridades regionais compartilhassem a responsabilidade.

"Minha posição foi expressada claramente antes que o caso eclodisse. Conheço o pai de Eluana há muito tempo (...), sei tudo do assunto e nos tempos não complicados, quando a imprensa não tinha gerado tanto rebuliço, expressei uma opinião que está totalmente confirmada", reiterou Tondo.

"Mas uma coisa é um parecer pessoal e outra é o parecer de um governador regional que deve assumir toda a responsabilidade pela região", argumentou Tondo. EFE mcs/rr

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG