Autoridade Palestina reforça segurança na Cisjordânia

Mais de 500 policiais palestinos foram enviados à cidade de Hebron na Cisjordânia para reforçar a segurança no local. A mobilização começou na madrugada de sábado, com jipes e ônibus levando os policiais.

BBC Brasil |

"O envio destas forças é parte de um plano da Autoridade Palestina para levar a segurança aos seus cidadãos, como qualquer outro país do mundo", afirmou o primeiro-ministro Salam Fayyad.

"Espero que este plano seja bem sucedido, como nos casos de Jenin, Nablus e outras cidades da Cisjordânia", acrescentou.

Hamas
Segundo o repórter da BBC em Ramallah Aleem Maqbool, o envio de soldados para Hebron é uma questão delicada, pois Hebron é uma área do Hamas.

O Hamas acusa as forças do presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, de coordenar operações com Israel para diminuir a influência da facção islâmica.

Mas o primeiro-ministro palestino Salam Fayyad afirmou que o envio de policiais não é dirigido a nenhum grupo ou indivíduo, numa alusão ao Hamas, que assumiu o controle da Faixa de Gaza, retirando a facção adversária, o Fatah do presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas.

Desde então o líder palestino intensificou os esforços para evitar que o Hamas tome o controle da Cisjordânia.

Ainda segundo Maqbool, bem no centro de Hebron também existe um assentamento israelense, ocupado por centenas de judeus e com a segurança feita por soldados israelenses.

As situações de tensão entre os colonos judeus e as dezenas de milhares de moradores palestinos são freqüentes.

E as autoridades israelenses na região não deram permissão para que as forças de segurança palestinas operassem perto do assentamento.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG