Autoridade Palestina deve controlar reconstrução de Gaza, diz premier

A Autoridade Palestina deve controlar a reconstrução da Faixa de Gaza, devastada por uma ofensiva israelense de 22 dias contra o movimento radical islâmico Hamas, considerou nesta segunda-feira o primeiro-ministro palestino, Salam Fayyad.

AFP |

"Algumas das propostas formuladas sobre a reconstrução da Faixa de Gaza podem consolidar a divisão entre este território e a Cisjordânia, e lhe dar uma legitimidade internacional", declarou Fayyad à imprensa.

A Autoridade Palestina do presidente Mahmud Abbas controla apenas a Cisjordânia desde junho de 2007, quando o Fatah - o partido de Abbas - foi expulso da Faixa de Gaza pelo Hamas.

O pobre e densamente povoado território palestino foi arrasado pela ofensiva israelense encerrada domingo, que provocou a morte de mais de 1.300 palestinos.

Fayyad sugeriu a formação de um governo "de consenso nacional" entre o Fatah e o Hamas para supervisionar os esforços de reconstrução da Faixa de Gaza.

"Não vejo o que poderia impedir um povo de 3,8 milhões de habitantes de chegar a um acordo sobre um governo de consenso de 20 a 25 membros para administrar temporariamente o país até a realização de novas eleições legislativas e presidenciais", afirmou.

O Escritório central palestino das estatísticas avaliou, provisoriamente, o custo da destruição das infraestruturas na Faixa de Gaza em 476 milhões de dólares. Além disso, a quantia necessária para financiar a retirada dos escombros foi avaliada em 500 milhões de dólares.

A criação de um fundo para financiar a reconstrução de Gaza está sendo discutida em uma reunião de cúpula no Kuwait, da qual participam os dirigentes dos 22 países membros da Liga Árabe.

A Arábia Saudita já prometeu um bilhão de dólares, e o Catar 250 milhões de dólares.

jk/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG