Argel, 11 jun (EFE).- Os autores do duplo atentado com bomba da última quarta contra um café e um quartel da Guarda Republicana em um bairro próximo à capital da Argélia (Argel) foram identificados, informa hoje o jornal El Watan.

Naquele dia uma bomba explodiu diante de uma lanchonete deste bairro e poucos minutos depois um terrorista suicida detonou o cinto explosivo que levava na entrada de um quartel da Guarda Republicana, que fica a poucos metros do primeiro estabelecimento.

As autoridades argelinas afirmaram que o duplo atentado causou a morte do terrorista suicida e ferimentos em outras três pessoas, enquanto outras fontes informaram a existência de três mortos e cinco feridos.

O "El Watan" afirma que o terrorista suicida que atacou o quartel era Benhal Hamza, de 28 anos.

A publicação diz que o terrorista conseguiu entrar no quartel antes de ativar o explosivo que levava, provocando a morte de três militares.

Segundo a mesma fonte, a explosão diante da lanchonete teria sido realizada também por um terrorista suicida, identificado como Talasligha Brahim, de 39 anos.

Foi no hospital para o qual foi levado, junto com os outros feridos, onde as forças de segurança descobriram que ele era um terrorista suicida, após descobrirem os restos de um cinto de explosivos preso a suas roupas.

O suicida morreu pouco após chegar ao hospital em conseqüência de seus ferimentos, afirma a publicação. EFE sk/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.