Autor do massacre de Binghamton enviou carta a TV

O homem que matou 13 pessoas, incluindo o professor brasileiro Almir Olimpio Alves, na sexta-feira, antes de cometer suicídio em um centro para imigrantes de Binghamton (estado de Nova York), enviou uma carta a um canal de televisão para tentar justificar seu ato.

AFP |

"Eu sou Jiverly Wong atirando nas pessoas", afirma a carta, divulgada pelo canal News 10 Now da cidade de Syracuse, que recebeu a mesma na segunda-feira.

Na carta de duas páginas, com data de 18 de março e selo de sexta-feira passada, Wong escreve em inglês com alguns erros - pelos quais pede desculpas - e conta que não podia aceitar sua "pobre vida".

Wong afirma que a culpa por sua ação é dos policiais, que não identifica, que o perseguiram durante anos quando vivia na Califórnia e no subúrbio de Johnson City, eme Binghamton, sua última residência.

No texto, que ainda não teve a autenticidade comprovada pela polícia, Wong afirma que agentes disfarçados o perseguiram durante anos, entrando em sua casa e tocando nele enquanto dormia. Declara ainda que eles roubavam seu dinheiro e tentavam provocar batidas contra seu carro.

Na carta escrita em letra de forma ele anuncia "vou levar comigo pelo menos duas pessoas" e encerra com um "tenham um bom dia".

Na sexta-feira passada, Wong, um imigrante vietnamita de 41 anos desempregado, invadiu a Associação Cívica Americana de Binghamtom, que fica a 217 km de Nova York, e abriu fogo contra imigigrantes que assistiam uma aula de inglês .

Ele matou 13 pessoas antes de cometer suicídio.

ltl/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG