Um suposto camicase se fez passar por hóspede do hotel JW Marriott em Jacarta antes de explodir a carta que levava, matando pelo menos sete pessoas, informou um oficial da polícia nesta sexta.

"O ator do atentado se fez passar por um cliente do JW Marriott", declarou o chefe de polícia de Jacarta à imprensa.

Os atentados contra hoteis de luxo da capital indonésia deixaram pelo menos nove mortos e 40 feridos.

str-prm/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.