O jovem nigeriano indiciado por tentar explodir um avião americano no dia do Natal não era religioso quando chegou ao Iêmen em 2004, mas se tornou um fiel seguidor do Islã, disse um ex-professor." / O jovem nigeriano indiciado por tentar explodir um avião americano no dia do Natal não era religioso quando chegou ao Iêmen em 2004, mas se tornou um fiel seguidor do Islã, disse um ex-professor." /

Autor de ataque frustrado não era religioso ao chegar ao Iêmen

SANA - http://ultimosegundo.ig.com.br/bbc/2009/12/26/nigeriano+e+indiciado+por+tentar+explodir+aviao+nos+eua+9257027.html target=_topO jovem nigeriano indiciado por tentar explodir um avião americano no dia do Natal não era religioso quando chegou ao Iêmen em 2004, mas se tornou um fiel seguidor do Islã, disse um ex-professor.

Reuters |

AFP
O nigeriano autor do atauqe
O nigeriano autor do atauqe
Umar Farouk Abdulmutallab, de 23 anos, ficou no Iêmen durante um ano entre 2004 e 2005, antes de voltar para outra temporada entre 4 de agosto e 21 de setembro do ano passado, afirmaram autoridades iemenitas.

Um professor do Instituto Sana para a Língua Árabe, que deu aulas a Abdulmutallab durante sua temporada no Iêmen, disse que ele estava "mais próximo de ser um secular" quando chegou pela primeira vez ao país árabe. "Mas, durante a visita do ano passado, ele estava mais comprometido com o Islã", disse o professor.

Um colega estudante que tem cidadania americana disse que Abdulmutallab não demonstrou nenhuma tendência à violência e um líder comunitário no bairro do instituto disse que ele foi muito simpático com os funcionários da limpeza, até mesmo lhes oferecendo chocolates.

"Ninguém esperaria que ele pudesse ferir alguém", disse o estudante.

Abdulmutallab foi preso e está sob custódia depois de ter sido dominado por passageiros e tripulantes quando um avião americano se aproximava de Detroit vindo de Amsterdã.

Depois do incidente de 25 de dezembro, as autoridades iemenitas restringiram os regulamentos dos vistos de entrada para interessados em se inscrever nos institutos de língua árabe, disse uma autoridade da segurança iemenita.

Sabe-se que estrangeiros de diferentes nacionalidades matriculam-se nos institutos de idiomas do Iêmen, principalmente da capital Sana, para aprender o árabe.

O instituto onde Abdulmutallab estudou tem principalmente estudantes americanos, canadenses e malaios.

As autoridades suspeitam que Abdulmutallab se mudou para o principal esconderijo da Al-Qaeda no Iêmen em algum momento entre setembro do ano passado e 7 de dezembro, quando embarcou num avião para a Etiópia, disse a autoridade em segurança.

A autoridade afirmou que o visto de Abdulmutallab permitindo que ele ficasse no Iêmen estava vencido quando ele saiu do país no mês passado, não estando claro por que isso não levou a segurança do aeroporto a examinar seu caso mais de perto.

O jovem nigeriano, que estudava para um mestrado em Dubai antes de voltar ao Iêmen em agosto, vem de uma família abastada e é filho de um ex-banqueiro.

Leia também

Leia mais sobre terrorismo

    Leia tudo sobre: ataqueestados unidosiêmenterrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG