Homem descobriu que os quatro filhos do casal não eram seus e pediu quantia para cobrir custos com educação e brinquedos

Um austríaco de 48 anos ganhou da sua ex-mulher uma indenização no valor de 72 mil euros (aproximadamente R$ 175 mil) depois de descobrir que nenhum dos quatro filhos do casal eram seus, mas sim fruto de contínuas infidelidades da mulher.

Segundo o jornal BezirkRundschau, o homem nunca quis acreditar nos rumores que corriam pelos bares de sua cidade, na região da Alta Áustria. Após 21 anos de relação, o casal se separou no último ano. Em novembro de 2010, ele fez o primeiro teste de paternidade e descobriu que o primogênito não era seu.

Para dar continuidade ao caso, a Justiça austríaca determinou que fossem feitos exames de paternidade nos outros três filhos, que também não apresentaram resultados positivos.

A vítima da infidelidade passou a exigir de sua ex-mulher o pagamento de 72 mil euros de indenização. A quantia estipulada pelo austríaco seria para cobrir os custos dos brinquedos, formação escolar, férias e outras despesas durante o tempo que conviveu com a mulher.

Para o jornal austríaco, o homem propõe que todos os pais façam testes de paternidade durante o primeiro ano de vida de seus filhos, uma vez que só assim seria possível evitar casos como o dele.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.