Phnom Penh - Um homem de nacionalidade austríaca foi condenado hoje no Camboja a dez anos de prisão por abusar sexualmente de duas meninas de 13 e 14 anos, informou seu advogado.

O austríaco Olaf Achleitner, que foi detido em setembro, negou o crime e assegurou que a Polícia fabricou as acusações.

"Elas (as vítimas) estavam em minha casa, mas eu não fiz nada de errado", afirmou o homem, natural de Salzburgo.

Achletiner, que trabalhava como cozinheiro em um restaurante europeu na capital cambojana, Phnom Penh, também foi condenado a pagar US$ 1.000 a cada uma das vítimas.

O Camboja, um dos países mais pobres do Sudeste Asiático, se transformou em um dos destinos escolhidos pelos pedófilos, mas o Governo assegura que aumentou o controle policial durante os últimos anos.

No começo deste mês, outro australiano que cumpria pena de 20 anos de prisão neste país pelo abuso sexual de seis menores foi encontrado morto em sua cela, aparentemente, por um infarto de coração.

Leia mais sobre: abuso sexual

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.