Viena, 22 abr (EFE).- Uma aposentada austríaca da localidade de Strobl am Wolfgangsee, no estado federado de Salzburgo, tem um hobby muito pouco comum: se dedica a fiar lã de pêlos de cachorro, a qual utiliza depois para tecer jaquetas, gorros e luvas.

Segundo a agência de notícias austríaca "APA", Monika Stickinger, de 63 anos, afirma que este material é "tão suave quanto o obtido de angorá e os acessórios são muito leves".

"A lã canina repele a umidade e isola muito bem o calor", afirma a ex-criadora de cachorros, que diz que há 20 anos passa o dia inteiro sentada no torno de fiar.

O pêlo canino é fino demais para poder ser fiado, por isto deve ser misturado com o de ovelha para produzir esta lã única.

Para extrair o pêlo canino é necessário escovar cuidadosamente os animais, o que Stockinger faz todos os dias com seus dois cachorros de raça Bearded Collies.

No entanto, o pêlo extraído de seus próprios animais é insuficiente para poder tecer jaquetas e gorros, por isto a mulher está constantemente buscando mais matéria-prima.

"É difícil, já que muitos proprietários de cachorros preferem raspar o pêlo de seus cachorros, ao invés de escová-los", conta Stockinger em uma entrevista à "APA".

Pelo equivalente a 70 euros, a aposentada afirma poder produzir um quilo de lã canina, o "suficiente para tecer três jaquetas".

Os interessados em adquirir uma peça produzida com o pêlo de seu próprio cachorro podem entrar em contato com Monika Stockinger através de seu site http://bearded-collies-stockinger.net.tc. EFE jk/ev/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.