Áustria vai indenizar vítimas do nazismo em 1.000 euros

Viena, 10 abr (EFE).- O Parlamento austríaco decidiu hoje conceder uma indenização de 1.

EFE |

000 euros às vítimas da perseguição política do nazismo e àqueles que enfrentaram o regime de Hitler.

A gratificação, que beneficia 3.300 vítimas diretas e descendentes de pessoas perseguidas pelo movimento nacional-socialista, foi aprovada no dia em que a Áustria lembrou o 70º aniversário do plebiscito que determinou sua integração ao Reich alemão.

O ministro de Assuntos Sociais austríaco, Erwin Buchinger, se referiu à indenização como um "gesto simbólico". Já a respeito da quantia, classificou-a como "absolutamente digna de menção".

A Áustria já havia aprovado pacotes de indenização às vítimas do nazismo nos anos de 1975, 1985, 1988 e 2005.

Todos os grupos políticos da câmara baixa austríaca apoiaram a aprovação da nova compensação, com exceção do FPÖ (Partido Libertário da Áustria).

Em declarações à Agência Efe, o historiador Gerhard Hoffmann afirmou que, embora este benefício tenha chegado tarde, "é uma decisão louvável", que mostra como as novas gerações "reconhecem as injustiças que foram cometidas e os sacrifícios da nossa luta contra aquele regime feroz".

Em 10 de abril de 1938, 99,73% dos austríacos com direito a voto se declararam a favor da anexação da Áustria à Alemanha nazista.

Convocado por Hitler, o plebiscito apenas formalizou a ocupação da república alpina por tropas do Terceiro Reich. EFE As/bf/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG