Australiano que treinou com Al Qaeda e conheceu Bin Laden é libertado

Sydney (Austrália), 29 out (EFE).- Um australiano que recebeu formação terrorista em campos de treinamento da Al Qaeda e conheceu pessoalmente Osama bin Laden foi condenado hoje a nove meses de prisão por ter falsificado seu passaporte, mas foi libertado por já ter passado já esse período na prisão.

EFE |

A juíza Elizabeth Curtain considerou como atenuantes a favor de Jack Thomas, de 35 anos, o longo processo judicial que sofreu, seu fraco estado mental e o fato de ter admitido que alterou seu documento de viagem.

Há uma semana, o Tribunal de Apelações do estado australiano de Victoria o declarou inocente de ter recebido dinheiro e uma passagem aérea da organização terrorista, mas o condenou pela falsificação do passaporte.

Por isso, a magistrada considerou que a pena de Thomas, detido no Paquistão em 2003, já tinha sido cumprida.

Em 2006, o australiano revelou durante uma entrevista que conversou várias vezes com Osama bin Laden antes dos atentados de 11 de Setembro. EFE mg/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG