Australiano ligado a episódio com bomba falsa é preso nos EUA

Madeleine Pulver passou dez horas com bomba pendurada ao pescoço em Sydney; polícia descobriu mais tarde que dispositivo era falso

iG São Paulo |

A polícia da Austrália confirmou que um homem foi preso nos Estados Unidos em conexão com o episódio em que uma adolescente em Sydney ficou horas presa a uma bomba - que mais tarde descobriu-se ser  falsa .

Reuters
Policiais são vistos próximo à casa em Sydney onde mulher estaria com bomba (3/8)
O australiano de 51 anos foi preso em Louisville, no Kentucky, nesta segunda-feira, em uma operação envolvendo a polícia australiana e o FBI. De acordo com policiais de New South Wales, autoridades pedirão aos EUA que extraditem o detido para a Austrália, cujo nome não foi revelado.

A prisão ocorre cerca de duas semanas depois de Madeleine Pulver, 18 anos, ter sido atacada em sua casa em Mosman, bairro nobre de Sydney. Segundo o jornal australiano Sydney Morning Herald, a jovem afirmou que um homem usando uma máscara entrou em sua casa e amarrou a bomba ao seu corpo na tarde de 3 de agosto, deixando uma lista de reivindicações antes de fugir. Equipes do esquadrão antibomba cercaram a casa onde a jovem estava com a bomba falsa presa ao corpo.

O esquadrão conseguiu soltar a adolescente depois de dez horas de trabalho , que envolveu especialistas em explosivos da Polícia Federal Australiana e militares britânicos.

*Com AP

    Leia tudo sobre: austráliabombabomba falsaeuapolíciasydney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG