Australiano abusa da filha por 30 anos, com quem teve 4 crianças

Sydney (Austrália), 17 set (EFE).- Um australiano abusou sexualmente da filha durante 30 anos e teve com ela quatro crianças, em um caso parecido com o do austríaco Josef Fritzl, condenado à prisão perpétua em março, informou hoje a rádio ABC.

EFE |

Os promotores acusam o detido, residente em Latrobe Valley, de cinco crimes de estupro, outros cinco de incesto e um de ataque, delitos que, segundo a Procuradoria, começaram em 1970, quando a vítima tinha 11 anos, e duraram até 2007.

A mãe viveu até 2005 na casa da família com o marido, a filha e os netos, que têm problemas congênitos, e disse que não se deu conta dos abusos.

Há quatro anos, a vítima foi à Polícia, mas não apresentou acusações porque se negou a cooperar, por temer represálias do pai.

As acusações foram apresentadas em fevereiro, mas a informação só foi divulgada esta semana, e o acusado está convocado a comparecer em novembro nos tribunais do estado de Victoria.

O primeiro-ministro do Governo de Victoria, John Brumby, disse hoje aos jornalistas que soube ontem à noite do caso e acrescentou que é "horrível" e será tratado com todo o peso da lei. EFE mg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG