Australiana nega relação com desaparecimento de Madeleine McCann

Uma australiana negou ter informações sobre o desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann depois que uma amiga a identificou como a misteriosa testemunha procurada pelos investigadoes do caso.

AFP |

"Não tenho qualquer relação com a menina", afirmou Judith Aron, de 53 anos, ao grupo Fairfax Media, em sua casa em Melbourne.

Os detitives particulares informaram na semana passada que procuraram uma mulher parecia com Victoria Beckham (ex-integrante das Spice Girls e esposa do jogador David Beckham) e com sotaque australiano que teria falado com um britânico do lado de fora de um bar em Barcelona três dias depois do desaparecimento de Maddie em Portugal, em 2007.

Aparentemente, ela teria perguntado se estava ali para "para entregar sua nova filha" antes de entender que não se tratava do homem que procurava.

Fairfax informou que uma amiga de Aron indicou à polícia acreditar que a mulher de Melbourne era a descrita pelo retrato falado publicado pelos investigadores britânicos, que trabalhavam para os pais de Madeleine.

Mas Aron, que é mãe de uma menina de cinco anos, afirma que se trata de um engano.

"Tenho 53 anos e claro que não me pareço com uma Spice Girl. E não saí da Austrália desde 2000", concluiu.

Madeleine tinha quase quatro anos quando desapareceu do hotel em que passava férias com a família em Praia da Luz, Algarve, Portugal, em 3 de maio de 2007.

ns/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG