Austrália tem mais de 600 casos confirmados da gripe

Sydney (Austrália), 4 jun (EFE).- Os casos confirmados da gripe suína subiram para 634 na Austrália, país que há duas semanas só tinha registrado um doente, informou hoje o Ministério da Saúde australiano.

EFE |

O Estado mais afetado continua sendo Victoria, com 521 infectados e onde ontem se declarou o estado de alerta para que as autoridades sanitárias possam colocar sob quarentena as famílias dos suspeitos e realizar inspeções surpresas em colégios e hospitais.

Além disso, os outros estados australianos proibiram a todas as crianças que tenham visitado Victoria nos últimos dias a frequentar a escola durante uma semana.

As autoridades atribuíram ao clima mais frio a maior incidência do vírus neste estado, que monopoliza mais de 80% dos casos positivos.

Até 20 de maio, a Austrália, a nação mais afetada pela doença na região da Ásia-Pacífico, só tinha comunicado um contágio pela gripe suína.

Mas na quarta-feira passada permitiu o desembarque em Sydney de dois mil passageiros de um cruzeiro, e vários deles estavam com a doença.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE mg/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG