Austrália investiga soldados em massacre de civis afegãos

Sydney (Austrália), 9 jan (EFE).- A Austrália investiga a suposta responsabilidade de vários soldados de seu país na morte de civis afegãos durante um enfrentamento com insurgentes talibãs em 5 de janeiro.

EFE |

O Ministério da Defesa confirmou ao jornal local "The Australian" a existência da investigação, embora não tenha revelado suas conclusões.

Os fatos, nos quais as autoridades afegãs calculam que morreram sete mulheres, duas crianças e dois homens, ocorreram no dia seguinte à morte do soldado australiano Greg Sher, durante um ataque talibã na província de Oruzgan.

O Governo afegão assegura que não existe conexão entre os dois incidentes, mas o jornal insiste que ambos os fatos ocorreram no mesmo lugar.

A Austrália é o país não membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) com mais tropas desdobradas no país, cerca de mil soldados. EFE mg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG