Austrália enviará soldados ao Afeganistão para ajudar em eleições

Sydney (Austrália), 29 abr (EFE).- A Austrália enviará 330 novos soldados ao Afeganistão para garantir a segurança durante as próximas eleições e treinar a Polícia afegã, anunciou hoje o primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd.

EFE |

Rudd responde assim ao pedido que feito durante sua última visita a Washington pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para ampliar a ofensiva contra os insurgentes talibãs.

Com aproximadamente 1.550 soldados, a Austrália continuará tendo o maior contingente no Afeganistão fora da Otan.

Há um mês, a maioria dos australianos mostrou em uma enquete sua rejeição ao aumento do número de soldados do país no Afeganistão, em razão do número de baixas.

No entanto, os militares australianos acreditam que é preciso aumentar o desdobramento de tropas para vencer os insurgentes.

A Austrália tem aproximadamente 1.200 soldados desdobrados no Afeganistão desde 2002, a maioria deles no sul do país, dentro da Força Internacional de Assistência para a Segurança (Isaf), e sob comando da Aliança Atlântica.

Dez soldados australianos perderam a vida em quase sete anos de missão. EFE aus/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG