Sydney (Austrália) - A Austrália vai encerrar sua missão militar no Iraque no dia 31 de julho, mais de seis anos após enviar suas primeiras tropas para apoiar a invasão liderada pelos Estados Unidos, informou hoje a rádio local ABC.

Fontes do Departamento de Defesa australiano indicaram que a medida afetará os 45 militares que ainda permanecem no país árabe em trabalhos que não estão ligados a combates.

A Austrália retirou no ano passado os 550 soldados que mantinha desdobrados no Iraque, após a chegada ao poder dos trabalhistas com a vitória nas eleições de 2007.

Em março de 2003, o Governo conservador de John Howard, firme aliado do então presidente americano, George W. Bush, enviou tropas para invadir o país, apesar de a maioria da população rejeitar a operação.

Durante mais de seis anos no Iraque, as tropas australianas não registraram mortes em suas fileiras.

A partir de agora, aproximadamente 100 funcionários do Departamento de Defesa australiano ficarão no país para garantir a segurança do pessoal da Embaixada da Austrália em Bagdá.

Lei mais sobre: Austrália

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.