Aumento no preço do arroz deve continuar, diz instituto

Uma pesquisa de um dos principais centros de pesquisa do setor de agricultura na Ásia, o Instituto Internacional de Pesquisa em Arroz (IRRI, na sigla em inglês), informou nesta sexta-feira que o preço do produto deve aumentar ainda mais. O instituto, baseado nas Filipinas, afirmou em sua revista, Rice Today, que a demanda está ultrapassando a produção.

BBC Brasil |

O preço do arroz registrou alta de até 70% em 2007, e o aumento de preços acelerou ainda mais nas últimas semanas.

"O desequilíbrio entre fornecimento e demanda, no longo prazo, está claramente indicado pela diminuição do estoque, que está ocorrendo há vários anos", disse Sushil Pandey, economista agrícola do IRRI.

Segundo Steve Jackson, editor da BBC para o Leste Asiático, cerca de 3 bilhões de pessoas, quase metade da população mundial, dependem do arroz como alimento base de suas dietas.

Fatores
O instituto afirma que vários fatores são responsáveis pelo aumento no preço do arroz.

"Estamos consumindo mais do que estamos produzindo, e é preciso fazer mais pesquisas para aumentar a produtividade do arroz, para sanar este desequilíbrio", acrescentou Pandey.

Segundo o IRRI, as terras para produção de arroz e a água para irrigação estão sendo perdidas devido à industrialização e à urbanização.

A crescente demanda por carne e laticínios, principalmente na crescente classe média de países como Índia e China, também está tomando as terras que antes eram voltadas para a produção de arroz.

Fatores climáticos como inundações na Indonésia e Bangladesh, e o recente clima frio no Vietnã e na China, também prejudicaram a produção, segundo o IRRI.

Os grandes produtores de arroz, China, Vietnã, Egito e Índia, impuseram restrições às exportações.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG