Aumento de confrontos no Líbano deixa mais seis pessoas mortas

Beirute, 10 mai (EFE).- Pelo menos seis pessoas morreram hoje em um aumento dos confrontos no Líbano entre membros da oposição liderada pelo Hisbolá e os partidários da maioria anti-síria, o que aumenta para 27 o número de pessoas mortas desde a última quarta, informou hoje a emissora LBC.

EFE |

Segundo esta emissora, um cortejo fúnebre formado por simpatizantes da maioria se dirigia do campo de refugiados palestinos de Shatila, nas proximidades de Beirute, para um cemitério quando homens armados abriram fogo contra eles e mataram quatro pessoas e feriram mais de 20.

Por outro lado, duas pessoas morreram em um confronto entre membros do Partido Nacional Social da Síria e partidários da Corrente do Futuro, do líder da maioria anti-síria Saad Hariri, na região de Akkar, norte do Líbano.

Enquanto isto, em Beirute, milicianos armados retornaram hoje às ruas após uma retirada provisória e bloquearam algumas áreas com pedras e outros objetos, informa a imprensa libanesa.

A "LBC" disse que homens armados entraram na emissora "Sifan", que pertence à comunidade armênia e atearam fogo nela.

Fontes da Polícia informaram anteriormente à Agência Efe que, até esta manhã, o número de mortes causadas pelos confrontos era de 21, enquanto os feridos chegavam a 86. EFE ks/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG