Aumenta para quase 600 número de mortos e desaparecidos com o tufão Fengshen

Manila, 23 jun (EFE).- Pelo menos 598 pessoas morreram ou estão desaparecidas após a passagem do tufão Fengshen pelas Filipinas, informou hoje a Cruz Vermelha local.

EFE |

As autoridades aumentaram para 224 o número de mortos confirmados em inundações e deslizamentos de terra, desconhecendo-se a sorte de outras 374 vítimas, mais de 200 delas na ilha de Negros, onde 63.000 pessoas foram deslocadas devido ao risco de enchentes.

Além disso, foram retomados hoje os trabalhos de busca de cerca de 800 náufragos de um ferryboat (um tipo de embarcação para transporte de passageiros) que afundou na região central do arquipélago.

Esta manhã, apareceram 28 sobreviventes do naufrágio ocorrido a cerca de 150 quilômetros ao norte da ilha de Sibuyan, onde o Princess of Stars naufragou.

Após a suspensão ontem dos trabalhos de busca por causa do mau tempo, navios da Marinha e da Guarda Litorânea saíram hoje de novo e vasculham o mar para encontrar mais vítimas.

As equipes de mergulhadores voltarão a entrar na embarcação, que tem um grande buraco no casco da proa, enquanto as autoridades só confirmaram até agora o achado de dez cadáveres.

Na capital, onde o temporal provocou na madrugada do domingo cortes da provisão de energia elétrica e arrancou árvores em grandes áreas da área metropolitana, os colégios ficaram fechados.

O "Fensghen" se afastou nas primeiras horas de hoje da ilha de Luzon em direção ao sul da China a uma velocidade de 15 km /h, segundo os meteorologistas filipinos. EFE csm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG